Cirurgia Corporal

/ / Cirurgia Corporal
Cirurgia Corporal 2017-06-14T21:21:48+00:00

Cirurgia Corporal

A abdominoplastia é uma operação realizada para remover o excesso de tecido gorduroso e pele da parte inferior do abdome. Diferente da lipoaspiração, a abdominoplastia é indicada para pacientes onde o excesso de pele predomina. flacidez da pele principalmente na parte média é inferior do abdome. É muito procurada por mulheres que passam por várias gestações , que desejam corrigir o abaulamento do abdome. Proporciona uma silhueta mais harmônica e bonita.

Em princípio, a abdominoplastia só deverá ser realizada quando a paciente já tenha todos os filhos programados. Uma nova gestão seria possível, mas poderá comprometer o resultado da cirurgia Geralmente o período de internação é de 24 horas e o tempo de recuperação de 14 a 21 dias, sendo que este pode variar de pessoa para pessoa.

 

As mamas mudam com o passar dos anos. Após as gestações, grandes variações de peso ela podem vir a sofrer ptose (queda). Mamas grandes demais podem causar, além do desconforto estético, implicações físicas como dores nas costas, no pescoço ou irritação da pele. A mamoplastia redutora é uma cirurgia com foco na redução dos seios e na obtenção de seios mais simétricos e condizentes com o tamanho do corpo da paciente, podendo também, tratar flacidez e reduzir o tamanho das aréolas e papilas.

A mastopexia tem traz os mesmos benéficos da mamaplastia redutora, mas sem mudar o volume final das mamas, é indicada para as mulheres que gostam do tamanho de suas mamas, no entanto acham elas flácidas e caídas. Grandes variações de peso e gestações após a cirurgia podem comprometer o resultado final. Geralmente o período de internação é de 12 a 24 horas e o tempo de recuperação de 14 a 21 dias, sendo que este pode variar de pessoa para pessoa.

 

A lipoaspiração tradicional consiste na retirada de gordura localizada através do uso de cânulas. Não é um procedimento feito com intuito de emagrecer, e sim, modelar e melhorar a silhueta corporal. Para que se atinja melhores resultados o paciente deve estar próximo de seu peso ideal.

Grandes variações de peso e gestações após a cirurgia podem comprometer o resultado final. Geralmente o período de internação é de 12 a 24 horas e o tempo de recuperação de 7 a 14 dias, sendo que este pode variar de pessoa para pessoa.

 

A vibrolipo ou vibrolipoaspiração, conhecida também por Power Assisted Lipoplasty (PAL) é um novo método de execução da lipoaspiração, em que se utiliza um aparelho com mecanismos vibratórios, diferente da lipoaspiração convencional, a gordura é liquefeita enquanto é aspirada. Este novo mecanismo torna o procedimento mais rápido, apresenta mais suavidade no ato cirúrgico e, consequentemente, minimiza o trauma aos tecidos, as irregularidades, os hematomas, o inchaço e a dor pós-operatória.

Assim como a lipoaspiração convencional, a vibrolipoaspiração tem as mesmas indicações e riscos operatórios. Grandes variações de peso e gestações após a cirurgia podem comprometer o resultado final. Geralmente o período de internação é de 12 a 24 horas e o tempo de recuperação de 7 a 10 dias, sendo que este pode variar de pessoa para pessoa.

Pacientes que estejam insatisfeitas com o volume de suas nádegas (bumbum) podem ser submetidas ao auto aumento glúteo. Este procedimento consiste em realizar uma lipoaspiração do abdome com intuito de captar gordura. A gordura obtida na lipoaspiração é então armazenada e submetida a um tratamento especial. Esta gordura é então lipoenxertada (injetada) na região das nádegas, com intuito de aumentar seu volume melhorar seu contorno.

A grande vantagem deste procedimento é que ele não utiliza prótese e sim a gordura da própria pessoa. É importante salientar que parte desta gordura pode ser absorvida com o tempo, processo natural do organismo, sendo que um procedimento complementar com o passar dos anos pode ser necessário. Geralmente o período de internação é de 12 a 24 horas e o tempo de recuperação de 7 a 14 dias, sendo que este pode variar de pessoa para pessoa.

O símbolo maior da feminilidade é, sem dúvida, os seios. A cirurgia de aumento de mama com implantes de silicones é uma das cirurgias estéticas mais realizadas no Brasil. Cada paciente tem diferentes pesos, alturas, biótipos, tipos de mamas, histórico de filhos, de amamentação, expectativas e desejos quanto ao resultado a ser obtido. Por isso, cada caso deve ser avaliado isoladamente, respeitando a individualidade de cada paciente.

Hoje, são muitas as opções de fabricantes de próteses de silicone. O importante ao escolher a marca da prótese é optar por empresas consagradas no mercado. No Brasil, com segurança, podemos utilizar marcas nacionais e americanas. Nenhuma prótese tem garantia vitalícia. Com o passar dos anos, a paciente deve realizar acompanhamento com seu cirurgião plástico e, associado com os exames de imagem, determinar a melhor época da substituição. Existem inúmeros tipos de próteses.

No Brasil utilizamos as próteses de silicone de alta coesividade com diferentes formatos: perfil alto, moderado, baixo, próteses redondas, anatômicas, cônicas, próteses texturizadas, lisas e de poliuretano. Para cada paciente deve ser traçado um plano cirúrgico específico para se escolher o tipo de prótese, a posição da cicatriz e o local para colocação da prótese (acima ou abaixo do músculo peitoral). Grandes variações de peso e gestações após a cirurgia podem comprometer o resultado final. Geralmente o período de internação é de 12 a 24 horas e o tempo de recuperação de 10 a 21 dias, sendo que este pode variar de pessoa para pessoa.

 

Prótese de panturrilha é indicada para pacientes que apresentam pouca projeção na região da panturrilha, mais conhecida como “batata da perna”. Ao aumentar o volume desta região, torna mais harmônico o contorno das pernas, em relação às coxas. Geralmente o período de internação é de 12 a 24 horas e o tempo de recuperação de 10 a 21 dias, sendo que este pode variar de pessoa para pessoa.

O cirurgião plástico é o profissional médico mais habilitado para corrigir cicatrizes inestéticas em qualquer região do nosso corpo. O tipo de procedimento cirúrgico e recuperação dependem de cada caso. Podem ser tratadas todos os tipos de cicatrizes, desde cicatrizes após acidentes, após cirurgias (exemplo – cicatriz inestética de cesariana) até cicatrizes decorrentes de queimaduras.

Em conjunto com uma equipe de dermatologia, o cirurgião plástico pode remover tumores de pele, sendo que os mais frequentes deles são: CBC (carcinoma basocelular), CEC ( carcinoma espinocelular) e melanoma oriundos da exposição excessiva ao sol. Tumores vasculares, as famosas manchas, também podem ser tratadas com cirurgia, associadas ou não a utilização do Laser.